Melhores orquestras do mundo

Royal Concertgebouw Orchestra (Amsterdan)

Buscando algumas referências para embasar um tema que pretendo abordar lá no ThinkingBiz – para quem ainda não conhece, o meu blog de estratégia e sustentabilidade – me deparei com uma lista publicada pela Revista Gramophone inglesa, em 2008, com o resultado de uma análise de qualidade que, envolvendo 11 críticos especializados de 7 países, chegou uma lista das melhores orquestras do mundo.

Mais do que a grata felicidade que um aficcionado sente ao descobrir que já teve a oportunidade de apreciar concertos de algumas das orquestras listadas, como brasileira, fiquei ainda mais feliz com o fato de a nossa OSESP (a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo) ter sido mencionada entre as 3 indicadas como emergentes (up and coming), ao lado da Royal Liverpool Philharmonic e China Philharmonic Orchestra.
É bem verdade que desde 2008, ano em que John Neschling (atual Diretor Artístico do Theatro Municipal de São Paulo), ainda reinava como Diretor Artístico e Regente Titular da OSESP, e à frente de gravações internacionalmente premiadas (5 Diapason Dor’s e mais um grammy latino), muita coisa mudou na OSESP inclusive a direção – Neschling foi demitido por razões meramente políticas em 2009, e desde então a orquestra teve novo Diretor Artístico e uma grade móvel de regentes (nenhum brasileiro, vale mencionar).
Mas voltemos aos primeiros colocados da lista da Gramophone. Veja a matéria original para a lista completa dos 20 classificados.
  1. Royal Concertgebouw Orchestra (Amsterdan)
  2. Berlin Philharmonic
  3. Vienna Philharmonic
  4. London Symphony Orchestra
  5. Chicago Symphony Orchestra

A primeira e a quinta ainda estão fora da minha lista de programas realizados… A quinta deve permanecer por mais algum tempo, mas ao menos a primeira está na agenda próxima da Temporada 2013 da Sociedade de Cultura Artística aqui em São Paulo! Para os concertos na Sala São Paulo, os concertos já se esgotaram. A boa notícia é que eles farão um concerto ao ar livre no Parque do Ibirapuera – não é a mesma experiência, mas já vale como amostra grátis 😉

Serviço:
CONCERTO AO AR LIVRE. Parque Ibirapuera
23 de junho, domingo, 11h
Programa:
ENESCU Rapsódia nº 1 (De: Rapsódias romenas, op. 11)
PROKOFIEV Romeu e Julieta (trechos)
STRAVINSKY O pássaro de fogo (trechos)
VILLA-LOBOS Tocata, “O trenzinho do caipira” (De: Bachianas brasileiras nº 2)
BIZET Farândola (De: L’Arlésienne, suíte nº 2)
Help us spread the word: